Qua, 07 de Dezembro de 2011 13:13
Fitotoxicidade de herbicidas residuais em milho

Reprodução de material anteriormente publicado em juparanacultivar.blogspot.com

     

    Safra passada levamos um susto ao visitar nossas lavouras de milho recém plantadas. Em um dos talhões encontramos as plantas com o sintoma abaixo:


  Este sintoma é ocasionado por herbicidas pré-emergente (scepter, Spider, Clorimuron, etc...) que são seletivos à soja mas não podem ser aplicados em áreas onde será plantado milho por não serem seletivos a esta cultura. A depender do produto e da dosagem aplicada, este efeito residual pode chegar a durar mais de um ano. A área em questão foi arrendada por nós safra passada e não conhecíamos o histórico de uso de herbicidas nesta fazenda. 

              Aplicamos 1L de Niphokan por hectare na tentativa de recuperarmos as plantas da fitotoxicidade o que aparentemente foi um bom manejo, que será visto em seguida. Acreditamos termos perdido algo em torno de 20 % de produtividade, em áreas onde houve sobreposição de barras (arremates ou erros de aplicação) as plantas de milho que emergiram chegaram a morrer. Mas estas áreas não representam muito para o talhão. 

Recuperação da área de fito após aplicação de foliar

Aparentemente conseguimos diminuir bastante o problema. Foi aplicado 1L de Niphokan/ha assim que foram detectados os sintomas.

Para finalizar o assunto da fito em milho seguem imagens da área onde aplicamos Niphokan para recuperar as plantas com sintoma. 

Área com recuperação da fito


Nas áreas onde houve sobreposição das faixas de aplicação do herbicida residual na safra anterior as plantas de milho não se recuperaram, como pode ser visto na foto abaixo. Conseguimos confirmar com o proprietário anterior e o produto aplicado na soja no ano anterior foi o Spider.



Fica o alerta! Ao usar herbicidas com efeito residual atentar para a necessidade de observar o período de tempo sem plantar culturas sensíveis para evitar prejuízos como este.

Abraço!


Deixe um comentário

Campo com preenchimento obrigatório (*)